Parido Comunista Português

Festa do Livro

Pela variedade da oferta de obras de sempre ou novidades, dirigidas a leitores de todas idades e de diferentes interesses, a Festa do Livro é como sempre uma visita obrigatória.

Neste ano, muitos olhos vão estar postos na vasta obra de Karl Marx, cuja actualidade atrai cada vez mais leitores. E se Marx afirmava como sua máxima favorita que «nada do que é humano me é estranho», na Festa do Livro há espaço para muitas expressões literárias, da poesia ao teatro, do ensaio à literatura para a infância, com palavras de Álvaro Cunhal, Domingos Lobo, Maksim Gorki, Manuel Gusmão ou William Shakespeare.

Pelo meio, conversas com autores, debates, apresentações, autógrafos, oficinas e, sobretudo, um grande convite à leitura e à reflexão.

Partilha